sexta-feira, 17 de junho de 2016

Método Literário: The Book Of Human Emotions (Tiffany Watt Smith)

Divulgação

"No livro The Book Of Human Emotions (O Livro das Emoções Humanas, em tradução livre), a pesquisadora Tiffany Watt Smith, da Universidade Queen Mary de Londres, faz um compilado das expressões de várias línguas diferentes, que designam emoções tão específicas quanto a nossa 'saudade'."

A partir de algumas das sensações nomeadas no livro da Autora, desenvolver uma narrativa fixada no relato dessas sensações em algum personagem, e que perpassam toda a trama. Exemplos:

"1. Greng jai
Um amigo oferece carona depois de uma festa. Você sabe que será muito melhor aceitar o convite - mas sabe também que, se você aceitar, seu amigo vai demorar muito mais para chegar na casa dele. Em tailandês, existe uma palavra para isso: greng jai, o sentimento de relutância em aceitar a ajuda de alguém porque você entende que, mesmo que a pessoa não assuma, ajudar você vai ser um grande incômodo para ela.
2. L'appel du vide
Você já esteve no topo de um lugar muito alto e, por um milésimo de segundo, pensou em se jogar? Ou então, já pensou em se atirar na frente do metrô que estava chegando - só tempo o suficiente para desistir da ideia? Pois saiba que os franceses têm uma expressão para definir esse sentimento: l'appel du vide, que significa "um desejo súbito e passageiro de acabar com a própria vida".
3. Awumbuk
Quando hóspedes vão embora depois de um longo tempo na sua casa, o que fica é um sentimento de vazio. Não é bem saudade das pessoas; é uma sensação de estranheza pela sua casa estar vazia de novo. Em Papua Nova Guiné, isso é tão comum que tem nome: awumbuk, um vazio depois de visitantes ou hóspedes irem embora, ou um retorno melancólico à rotina solitária."

Matéria completa, aqui.

Método literário: suspensão de um sentido

Divulgação

Sugerimos a criação de histórias com personagens cujas ações sejam desenvolvidas a partir do problema da suspensão total de um dos cinco sentidos. Como referência bibliográfica de pesquisas de fontes científicas, mas com teor jornalístico, sugerimos o excelente livro de Diane Ackerman: Uma História Natural dos Sentidos. A suspensão da visão, da audição, do olfato, do paladar ou do tato e suas consequências biológicas e simbólicas para as personagens daí desencolvidas. Mãos à obra.

Compartilhe